Nossa história

Tudo começou a muito tempo atrás...

História Isaías Alves

CEEP FORMAÇÃO E EVENTOS ISAIAS ALVES·QUINTA-FEIRA, 30 DE AGOSTO DE 2018

Primogênito do casal Aprígio Alves de Almeida e Ana Augusta de Almeida Sampaio (Ana Augusta Alves de Almeida), Isaías Alves de Almeida nasceu em 29 de agosto de 1898, na cidade de Santo Antônio de Jesus-BA. Bacharel em Direito pela Faculdade de Direito da Bahia em 1910. Tendo-se dedicado ao magistério antes mesmo da sua formatura, obteve, em 1931, o Masters of Arts e Instructor in Psychology pelo Teachers College da Columbia University, tendo estudado com Edward L. Thorndike (31 de Agosto de 1874 – 9 de Agosto de 1949) um famoso psicólogo americano.

Dirigiu o Ginásio Ipiranga de seu parente Alexandre Porfírio de Almeida Sampaio, onde ministrou sua primeira aula em 14 de fevereiro de 1905, como professor de curso primário, se tornou Vice-diretor de 1907 a 1909, terminando por adquiri-lo em 1911. Foi professor, também, no Liceu de Artes e Ofícios, no Ginásio da Bahia e na Escola Normal da Bahia (atual Instituto Central de Educação Isaías Alves), lecionou Psicologia Educacional (a partir de 1931) e realizou estudos psicológicos, com a colaboração de Simone Bensabath e João Inácio Mendonça, seus assistentes; foi idealizador, fundador e professor da Faculdade de Filosofia da Bahia (atualmente integrada à Universidade Federal da Bahia).

Foi comissionado pelo governo da Bahia para orientar professores primários na utilização de testes pedagógicos e psicológicos. Realizou, em 1926, a comparação da escala Binet-Simon, na versão Cyril-Burt, publicada nos Anais Médico-Sociais da Bahia. Realizou também pesquisas com o Teste de Ballard. Entre 1932 e 1935, montou o Serviço de Testes no Serviço de Medidas Escolares do Instituto de Educação, na gestão de Anísio Teixeira na Direção da Instrução Pública do Distrito Federal; aí criou e produziu vários estudos sobre testes.

Sócio efetivo do Instituto Geográfico e Histórico da Bahia, Isaías ocupou, na Academia de Letras da Bahia, a cadeira número 32.

De seu casamento, em 10 de dezembro de 1913, com Maria Amélia Sampaio Lyrio, nasceram Rita, Isaías, Aprígio, Fernando, Ismênia, Ângelo e Edgard.

Realizou pesquisas sobre a evolução psicológica da criança, tendo coletado 36.616 notas sobre o desenvolvimento dos seus três filhos mais novos, trabalho que ainda está a merecer análise. Isaías Alves integra uma tradição de educadores baianos, iniciada em meados do século XIX com Abílio Cesar Borges, Barão de Macaúbas. Faleceu 20 de janeiro de em 1968, aos 70 anos, em sua residência, na cidade do Salvador, tendo sido sepultado no dia 21, no cemitério do Campo Santo.

Obras publicadas:

  • Esboço da Vida e Obras do “Amigo dos Meninos”
  • Problemas de Educação·
  • Teste Individual de Inteligência
  • Os Testes e a Reorganização Escolar
  • Estudos Objetivos de Educação
  • Educação e Brasilidade
  • O Dever da Juventude na Organização Nacional
  • Da Fonética Inglesa
  • Magistério primário e democracia
  • Vida e obra do Barão de Macaúbas
  • Missão Nacional e Humana das Faculdades de Filosofia
  • Dados de Psicologia da Criança
  • Cultura, Responsabilidade e Ação
  • Três momentos na vida da Faculdade
  • Aspectos da personalidade nascente
  • Dante Educador do Milênio
  • Matas do Sertão de Baixo Na Revista do Instituto Geográfico e Histórico da Bahia
  • Esboço da vida e obras do “Amigo dos Meninos”
  • Discurso pronunciado na solenidade de encerramento da semana do centenário de Carneiro Ribeiro
  • Prof. Cassiano de França Gomes (conferência). Na revista da Academia de Letras da Bahia ·Discurso de posse ·
  • Discurso de saudação a Xavier Marques · Conferência – tertúlia ·
  • Pensamento de São Bernardo na obra de Dante ·
  • Discurso de recepção a Ruy Santos.